ESPORTES EM NÚMEROS

NOVOS RECORDES

 

17/02/2007 - Bekele marca o melhor tempo do mundo nos 2000m indoor

O sábado foi de muitos recordes no GP em pista coberta de Birmingham, Inglaterra. Reunindo alguns dos principais nomes do atletismo na atualidade, o evento registrou a quebra do recorde mundial nos 2.000m por Kenenisa Bekele.

O etíope registrou 4min49s99 em sua vitória, baixando o recorde de 4min52s86, que pertencia a Haile Gebrselassie desde 1998. Além do bom tempo anterior, a longevidade da marca também foi resultado do pequeno número de vezes que a distância em disputada em eventos oficiais.

"Estou muito feliz por bater o recorde, mas antes de hoje eu já sabia que ia fazer isso. Tenho me sentido muito bem nos treinamentos. Vou para Estocolmo na próxima semana e espero bater o recorde dos 3.000m", comemorou Bekele, esbanjando confiança.

O etíope é o atual recordista mundial nos 5.000m. Coincidentemente, a marca foi obtida também na pista de Birmingham. "Sempre quebro recordes quando venho aqui. É uma pista muito especial, realmente gosto de competir aqui".

Outro recorde da competição foi obtido pelo panamenho Irving Saladino. Ele marcou 8,31m no salto em distância, batendo o recorde sul-americano da prova. No GP, ele deixou em segundo o grego Louis Tsatoumas, seguido pelo sul-africano Godfrey MoKoena. Saladino é um dos nomes cotados para disputar os Jogos Pan-americanos do Rio, em julho.

A boa performance já anima o panamenho, que sonha com resultados ainda mais expressivos. "Talvez eu possa bater o recorde mundial no próximo ano!", afirmou. Segundo ele, sua performance neste final de semana foi comprometida pelo tamanho da área de prova. "A pista era excelente, mas a área era muito pequena".

Outro resultado expressivo da noite foi obtido por Bernard Lagat. O queniano tornou-se o quarto homem mais rápido da história nos 3.000m. Naturalizado norte-americano, ele bateu o recorde do país na prova, marcando 7min32s43 em sua vitória. Na segunda posição ficou o etíope Markos Geneti, seguido pelo queniano Augustine Choge.

Quem acabou decepcionando foi a russa Yelena Isinbayeva. Em busca de sua 21ª marca mundial, ela parou nos 4,73m no salto com vara. O resultado foi suficiente para garantir o ouro, mas não o recorde. Isinbayeva ainda fez três tentativas de saltar 4,94m, mas não obteve sucesso.

"Foi perto mas não o suficiente", lamentou. "Tudo parecia Ok, mas eu tive problemas na corrida. Às vezes eu estava rápida outra lenta". O segundo lugar da prova ficou com sua compatriota Svetlana Feofanova, campeã mundial em pista coberta de 2003, saltando 4,65m.

Feofanova terá a chance de conquistar outro título dentro de duas semanas com Isinbayeva fora do Campeonato Europeu em pista coberta. "Preciso descansar", justificou a recordista mundial. "E vai ser bom dar a Svetlana uma chance de vencer alguma coisa".

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Voltar