ESPORTES EM NÚMEROS

HOME
ATLETISMO
CICLISMO
DICAS
DIVERSÃO
JOGOS OLÍMPICOS
NATAÇÃO
NOTÍCIAS

NOVOS RECORDES

 

14/08/2005 - Cubana leva ouro no arremeso de dardo e bate recorde mundial

A cubana Osleidyz Menendez alcançou duas conquistas neste último dia de disputas do Mundial de Atletismo, realizado em Helsinque, na Finlândia. Além de sagrar-se campeã do arremeso de dardo, a atleta bateu o próprio recorde da prova, de 71m54, registrando a nova marca de 71m70. O segundo lugar ficou com a alemã Christina Obergfoll, com 70m03, e o bronze foi para a sua compatriota Steffi Nerius, com 65m96.

Rashid Ramzi conquista segunda medalha de ouro

Rashid Ramzi conquistou neste domingo a segunda medalha de ouro no Mundial de Atletismo, ao completar os 800m rasos com o tempo de 1min44s24. Com a vitória, o atleta do Bahrein coloca o país na sétima colocação no quadro de medalhas. A prata foi para o queniano William Yiampoy, com a marca de 1min44s51, e o campeão olímpico William Yiampoy, da Rússia terminou em terceiro, com 1min44s55. Já o atual campeão mundial, Djabir Said-Guerni, da Argélia, conseguiu apenas a quinta posição, com o tempo de 1min45s31. A primeira medalha de ouro de Ramzi, em Helsinque, foi conquistada na prova dos 1.500m.

Já na prova dos 1.500m feminino, o título foi para a russa Tatyana Tomashova, que conquistou o bicampeonato, com o tempo de 4min00s35. O pódio ficou completo com as também russas Yuliya Chizhenko e Olga Yegorova, que marcaram respectivamente 4min00s93 e 4mins01s46, levando as medalhas de prata e bronze.

Paula Hadcliffe supera fiasco de Atenas e fica com o ouro na maratona

Decepção das Olimpíadas de Atenas, a recordista da maratona se redimiu e conquistou a medalha de ouro no Mundial de Helsinque. A britânica Paula Hadcliffe liderou a prova desde o início e fechou a disputa em 2h20min57, novo recorde do campeonato. Hadcliffe é a recordista mundial da maratona com a marca de 2h15min25, conquista em 2003. Em Atenas, a britânia abandonou a prova. A campeão olímpica Mizuki Noguchi não disputou a prova, que também não teve nenhuma brasileira. A medalha de prata ficou com a queniana Ndereba Catherine que finalizou o percurso em 2h22min01, seguida da romena Tomescu Constantina com 2h23min19.

Rússia é ouro no revezamento 4x400m feminino. Brasil é desclassificado.

A equipe brasileira que cravou o novo recorde sul-americano no 4x400m durante as eliminatórias do Mundial de Atletismo, foi desclassificada da grande decisão, realizada neste domingo. As atletas de Belarus também não apareceram na contagem de tempo. Já, o time russo, formado por Yuliya Pechonkina, Olesya Krasnomovets, Natalya Antyukh e Svetlana Pospelova confirmou o favoritismo e levou a medalha de ouro, com o tempo de 3min20s95. A equipe detém também o recorde mundial, 3min15s17, que dura cerca de 17 anos. A Jamaica foi medalha de prata, com 3min23s29, seguida pela Grã-Bretanha, que ficou com o bronze, marcando 3min24s44.

O time mais cotado para tirar das russas o ouro eram os Estados Unidos, mas as atletas norte-americanas foram desclassificadas ainda nas preliminares por cometeram infrações na raia de largada.

Queniano leva medalha de ouro nos 5.000m

O queniano Limo Benjamin foi o mais rápido na prova dos 5.000m do Mundial de Helsinque, com o tempo de 13min32s55, conquistando a medalha de ouro, na tarde deste domingo. A segunda colocação ficou com o etíope Sihine Sileshi, com o tempo de 13min32s81 e o bronze foi para o australiano Mottram Craiq, que marcou 13min32s96. O recorde mundial da prova é de 12min37s35 do etíope Kenenisa Bekela, obtido em Hengelo em 31 de Maio de 2004.

Krymarenko conquista ouro na última chance no salto em altura

O ucraniano Yuriy Krymarenko precisou das cinco tentativas para garantir a medalha de ouro do salto em altura no Mundial de Atletismo. Na quinta e última oportunidade, o atleta marcou 2m32 e saiu com o título em Helsinque. Com 2m29, o cubano Victor Moya e o russo Yaroslav Rybakov apareceram na segunda colocação, dividindo a medalha de prata. O recorde mundial da prova é de 2m45 do cubano Javier Sotomayor, obtido em Salamanca em 27 de Julho de 1993.

O sueco Stefan Holm, atual campeão olímpico, terminou na sétima colocação, com 2m29 em sua segunda tentativa.

Estados Unidos encerram última prova com ouro

A última prova disputada no Mundial de Atletismo foi vencida pelos Estados Unidos. No revezamento 4x400m, os norte-americanos Andrew Rock, Derrick Brew, Darold Williamson e Jeremy Wariner foram os mais rápidos, marcando 2min56s91 e levaram a medalha de ouro. O segundo lugar ficou com a Bahamas, com o tempo de 2min57s32, cravando o novo recorde para o país. A Jamaica terminou com a medalha de bronze, fazendo 2min58s07.

Conheça os recordes mundias no atletismo: Masculino / Feminino

Voltar