ESPORTES EM NÚMEROS

NOVOS RECORDES

 

05/08/2006 - Contraprova aponta doping de Floyd Landis

Deu positivo a análise da prova B de urina do americano Floyd Landis, vencedor da Volta da França-2006. O resultado foi anunciado neste sábado pela União Ciclista Internacional (UCI) e confirma o laudo inicial emitido pelo laboratório antidoping de Chatenay-Malabry, em Paris, em 26 de julho.

Floyd Landis agora corre o risco de ser suspenso por dois anos e de ser eliminado da Volta da França, deixando o título para o segundo colocado, o espanhol Oscar Pereiro. Para o advogado espanhol, José María Buxeda, a decisão definitiva virá após "um processo de muitos meses".

O argumento do ciclista americano é de que o seu corpo "fabrica de forma natural" a testoterona que apareceu em excesso na sua amostra de urina. A alegação, porém, foi derrubada após o resultado da análise da prova B.

O exame de Landis deu resultado positivo no dia 20 de julho, após a 17ª etapa do Tour, que ele venceu com facilidade. Segundo a análise, os níveis de testosterona-epitestosterona foram praticamente o triplo do normal.

Landis se defende e nega ter tomado testosterona

FLOYD LANDIS, atual vencedor do Tour de France, declarou neste sábado 5 de agosto, pouco após a divulgação do resultado da contraprova do exame antidoping que deu positivo para testosterona, que não tomou a substância.

"Jamais consumi nada proibido e, certamente, não tomei testosterona. Ganhei o Tour porque fui o mais forte e brigarei contra estas acusações com maior ímpeto que coloco nos treinamentos e nas corridas", disse o ciclista norte-americano, em seu site pessoal.

"Meu objetivo, a partir deste momento, é demonstrar minha inocência, lavar meu nome e conseguir o que ganhei trabalhando duramente", acrescentou.

Um dos advogados do ciclista, HOWARD JACOBS, declarou que denunciaria o prematuro anúncio do primeiro resultado positivo pela União Ciclística Internacional (UCI) e o vazamento de informações ao New York Times.

"Provaremos que a vitória de Landis no Tour 2006 não ocorreu graças a nenhuma substância proibida", disse.

Equipe suíça Phonak demite americano Floyd Landis

A equipe de ciclismo suíça Phonak anunciou neste sábado 5 de agosto a demissão do norte-americano FLOYD LANDIS, após a contraprova ter confirmado o resultado positivo de doping por testosterona do vencedor do último Tour de France.
O resultado da contraprova foi divulgado esta manhã pela União Ciclística Internacional (UCI).

Com a demissão, a Phonak quer desvincular sua imagem à de FLOYD LANDIS, já que a equipe nem sequer respaldará o ciclista nos recursos que eventualmente possa apresentar para evitar a sanção de dois anos de suspensão e a perda do título na França.

O título da competição passará para o espanhol OSCAR PEREIRO, que havia ficado em segundo.

"Landis será demitido por ter violado o código ético interno da equipe. Se continuar lutando na Justiça contra as decisões legais que forem tomadas contra ele será a título pessoal. A equipe se desvincula deste caso", afirma a Phonak em comunicado.

ANDY RIHS, proprietário do grupo esportivo suíço, deve se reunir com todas as partes implicadas no assunto para avaliar o impacto das conseqüências que o doping de FLOYD LANDIS possa ter na atividade comercial da ARcyclying AG, a empresa proprietária da equipe Phonak.

Tanto RIHS como o diretor esportivo, JOHN LELANGUE, explicarão a versão da Phonak sobre o caso FLOYD LANDIS em entrevista que provavelmente será concedida na próxima segunda-feira dia 7 de agosto.

Fontes: Globo.com e ss.esp.br

Voltar