ESPORTES EM NÚMEROS

HOME
ATLETISMO
CICLISMO
DICAS
DIVERSÃO
JOGOS OLÍMPICOS
NATAÇÃO
NOTÍCIAS

NOVOS RECORDES

 

01/09/2005 - Vuelta a España: Heras vence etapa de montanha e lidera

O espanhol ROBERTO HERAS da equipe Liberty Seguros, demonstrou nesta quinta-feira 1° de setembro, estar determinado a tornar-se o primeiro ciclista a vencer por quatro vezes a Vuelta a España.

HERAS conquistou a liderança da competição, com um categórico triunfo na primeira etapa de alta montanha desta edição 2005.

"A Vuelta está apenas começando. Não esperava tanta diferença, mas a etapa foi muito dura, com muitas fugas e um ritmo elevado, e isso foi pago no final", afirmou ROBERTO HERAS, após a vitória.

A 6ª etapa da competição ligou a cidade de Cuenca à Estação de esqui Aramón Valdelinares, em um percurso com 217,0 quilômetros.

O espanhol, Campeão em 2000, 2003 e 2004, abriu boa vantagem de quase todos concorrentes diretos ao título, com exceção do russo DENIS MENCHOV da equipe holandesa Rabobank, que chegou a 13 segundos.

Na classificação geral MENCHOV está a apenas 6 segundos de HERAS, sendo o único no mesmo minuto do líder.

"A equipe esteve sensacional e eu só tive de arrematar", explicou o líder da Liberty Seguros.

Forçando o ritmo, os colegas de equipe de HERAS, DARIUSZ BARANOWSKI, MARCOS SERRANO e JOSEBA BELOKI, demoliram completamente o pelotão na escalada final de 9 Km, com inclinação média de 6,2 %, deixando apenas um sexteto na frente da corrida.

HERAS desferiu então um primeiro ataque a três Km da chegada, ao qual resistiram apenas o seu compatriota CARLOS GARCIA QUESADA da equipe Comunidad Valenciana e MENCHOV, e forçou novamente pouco à frente, ficando apenas acompanhado do russo.

A dois quilômetros da chegada, a dupla alcançou o último sobrevivente do grupo de escapados do dia, que chegou a ter quase 40 atletas, e assumiu o comando da corrida, pouco depois entregue apenas a ROBERTO HERAS, já que MENCHOV não resistiu a nova aceleração do “número 1”.

O ciclista da Rabobank, que venceu a primeira etapa, prova de contra relógio individual de 7 Km, ainda tentou chegar a uma diferença que lhe permitisse voltar a vestir a Camisa Ouro, mas, com as bonificações, HERAS acabou por conseguir uma prematura liderança, quando ainda faltam duas semanas e meia de competição.

Depois de HERAS e MENCHOV, chegaram cinco ciclistas da casa, DAVID BLANCO, a 28 segundos e CARLOS GARCIA QUESADA a 42s, ambos da equipe Comunidad Valenciana, e JUAN MIGUEL MERCADO da belga Quick Step, FRANCISCO MANCEBO da Ilhas Baleares e CARLOS SASTRE da dinamarquesa CSC, todos a 49 segundos.

Quanto a outros potenciais candidatos ao título, o italiano GILBERTO SIMONI da equipe Lampre/ Caffita, perdeu 1m 40s, o espanhol ÓSCAR SEVILHA da alemã T-Mobile, 1m 45s, e o também local AITOR GONZALEZ da Euskaltel Euskadi, vencedor da Vuelta em 2002, 4m 01s.

Outra baixa de peso foi a do norte-americano FLOYD LANDIS da equipe suíça Phonak, que já estava muito atrasado, e acabou abandonando a competição.

Como se esperava, o australiano BRADLEY MCGEE da equipe francesa Française des Jeux, também não resistiu a primeira etapa de montanha, e perdeu mais de 10 minutos, cedendo com toda a naturalidade, a Camisa Ouro que ostentava desde o final da segunda etapa.

Depois de cumprida a primeira etapa a "sério", seguem-se duas etapas aparentemente tranqüilas, com as grandes emoções voltando apenas no Domingo dia 4, com a realização do Contra Relógio Individual na cidade de Lloret del Mar, com 48,0 Km.

Quanto a alta montanha, ela volta imediatamente depois do CRI, com duas chegadas consecutivas em escaladas de categoria especial, respectivamente nas estações de esqui de Ordini Arcalis na região de Andorra, e Aramón Cerler, respectivamente na segunda e terça-feira.

Acompanhe os resultados das etapas da Vuelta a España.

Fonte: www.ss.esp.br

Voltar