ESPORTES EM NÚMEROS

NOVOS RECORDES

 

Fausto Coppi nasceu em 15 de Setembro de 1919 na cidade italiana de Castellania Allessandria, vindo a falecer em 2 de Janeiro de 1960 em Tortona, Itália.

Apelidado de Il Campionissimo ele foi dos mais bem sucedidos e populares ciclistas de todos os tempos. Venceu o Tour de France por duas vezes (1949 e 1952) e o Giro d'Italia cinco vezes (1940, 1947, 1949, 1952, 1953).

Fausto Coppi celebrou sua primeira grande vitória em 1940, vencendo o Giro d'Italia aos 21 anos. Em 1942 ele estabeleceu um novo recorde mundial para a hora (45.871km), que durou 14 anos (foi quebrado por Jacques Anquetil em 1956). Sua promissora carreira foi interrompida pela Segunda Guerra Mundial. Em 1946 ele voltou as corridas e nos anos seguintes conseguiu uma série de sucessos memoráveis, que só foram superados por Eddy Merckx.

Por duas vezes, em 1949 e 1952, Coppi fez a dobradinha, vencendo o Giro d'Italia e o Tour de France no mesmo ano. O Campionissimo totalizou cinco vitórias no Giro, um recorde só conseguido também por Alfredo Binda. Ele foi o campeão por cinco vezes no Tour da Lombardia, tres vezes na Milão Sanremo e uma vez na Paris-Roubaix. Além desses resultados foi o Campeão Mundial de Estrada de 1953.

Os tempos de corrida de Fausto Coppi são conhecidos como  os Anos Dourados das Corridas de Bicicleta. Um importante fator para isso foi a competição que Coppi teve com o cinco anos mais velho Gino Bartali. Quando Bartali e Coppi, provavelmente os maiores ciclistas italianos de todos os tempos, se defrontavam, acontecia a mais famosa rivalidade da história do ciclismo, e os tifosi se dividiam entre os  "bar valleyists" e os "coppistas".

No final de 1959, quando estava na África, Coppi pegou malária. Quando a doença apareceu, depois de seu retorno à Itália, o vírus não foi reconhecido a tempo para um tratamento efetivo. Coppi morreu aos 40 anos de idade.

Embora a lista de sucessos de Eddy Merckx seja bem maior que a de Coppi, muitos o consideram como o maior ciclista de todos os tempos. Atualmente no Giro d'Italia um bônus especial, chamado de Cima Coppi, é dado ao primeiro ciclista a atingir a maior montanha do Giro.

Voltar